A relação entre gatos e a água corrente

Felinos têm uma natureza muito sistemática e curiosa, somos cheios de manias, e uma das que mais intrigam nossos humanos é nossa paixão pela água corrente e alguns casos água do piso do banheiro pós-banho humano.

cat drinking

Muitos se preocupam e se perguntam se essa nossa mania pode significar alguma carência de água, gostaria de lembrá-los que nós gatos somos originalmente criaturas do deserto, e nossos rins possuem uma boa capacidade de concentrar a urina e absorver o máximo possível de água. Um gato não costuma ir à vasilha de água com a mesma frequência que um cachorro.

Porém em alguns casos é bom que os humanos fique de olho em nós:

(1) se um gato idoso aparenta beber mais água que o costume;

(2) tentar erguer a tampa de um vaso sanitário, ou pede água com frequência;

(3) faz mais xixi que o comum;

(4) ou a vasilha de água fica vazia muito rápido

Nesses casos leve seu gatinho ao veterinário e procure saber se ele está realmente saudável, existem várias doenças que prejudicam o equilíbrio entre a sede e a ingestão de água.

Muitos humanos têm como hábito deixar que seu gato entre no box do banheiro e lamba os respingos de água do chão, bom em realção a isso fãs: a água da pia pode, do box não! O respingos de água do banho humano é uma água suja e imagino que você não deixaria seu filhote humano beber dela correto? Os resquícios de sabão e sujeira naquela água podem ser prejudiciais à nossa saúde, por favor, por mais que estejamos implorando, não nos deixe cometer esse erro!

Porquê fazemos isso?

A resposta é simples meus fãs, instintos de sobrevivência.

Na natureza água parada não é vista como saudável, é incrível, mas desde os nossos ancestrais esse conhecimento faz parte do nosso ser.

Antigamente nossa dieta era apenas carnívora, e a maior porção de água consumida estavam no alimento, e o hábito de continuar procurando água com aparência saudável (corrente), continua em nós.

tiger

Incentivando o consumo de água:

cat fountain

  • Deixe a água longe da ração e da caixa de areia: erro comum entre os humanos, apenas lembrem-se que na natureza um animal morto (comida) perto da água não é saudável, e nós sabemos disso! O mesmo em relação a caixinhas de areia.
  • Água limpa e fresca: troque pelo menos uma vez ao dia.
  • Mude a temperatura: pedras de gelo são bem vindas, e não deixe a água no sol porque ninguém gosta de água quente humanos.
  • Bebedouros de água corrente: a solução para os humanos que não tem paciência pra ficar abrindo torneira toda hora, e tudo bem, eu entendo que é chato. Esses bebedouros são sensacionais para o incentivo e existem vários modelos no mercado, além de ser possível fazer em casa também (vou colocar um video do youtube ensinando).

 

Anúncios

Preciso de banho?

275601_Papel-de-Parede-Lambe-Gatinho-Lambe_1920x1200

Gente acho importante falar sobre isso, as pessoas sempre me perguntam: “Glorinha, você toma banho?”.

Fãs, primeiro de tudo, sou uma gata super limpinha viu?!

Segundo, banho de humanos (aquele com muita água e sabão) significa stress para nós felinos.

Mas sim, eu preciso de banhos e tomo todo dia, várias vezes. Antes de dormir, quando acordo, depois de comer. Estou sempre no banho de gato.

Nós gatos temos uma língua especial, áspera, que age como uma escova em nossos pêlos e nos ajuda na higiene.

Se me perguntar se eu preciso de “banhos humanos” eu respondo: depende fãs, o banho molhado nos gatos deve ser evitado, esse tipo de banho significa stress e tudo isso não faz nada bem aos gatos.

  • Mas quando dar banho?

Bom em alguns casos o humano vai precisar intervir e nos ajudar na higiene, imagine por exemplo um gato idoso, que por causa da idade já não consegue se curvar e se lamber direito em todas as partes do corpo? É muito comum em felinos mais velhos aparecer problemas de pele como a caspa por exemplo.

Ou casos de bebês que foram separados da mãe muito cedo e ainda não aprenderam a tomar banho sozinhos, eles vão precisar de uma ajuda sua.

Até se um gato bagunceiro resolver trollar o amiguinho felino e jogar um suco na cabeça dele?? Todos sabem que somos muito arteiros, e adoramos fazer isso!

  • Ok, vou apelar para o banho, como fazer?

gato banho

Prefira sempre o banho a seco, lenços umedecidos próprios para pets são facilmente encontrados e sempre a melhor opção.

Evite ao máximo deixar seu gato nervoso, mantenha sua tranquilidade, lembre-se: o que você sente é transmitido para o gato.

Se por algum motivo você tiver que optar pelo banho molhado comece devagar, não coloque direto na água. Use um copo ou chuveiro para molhar aos poucos sempre com água morna.

Muito cuidado com ouvidos, boca e nariz, nessa área use apenas um pano úmido.

O shampoo deve ser próprio para gatos, não somos cachorros.

Seque o máximo que puder, e secador apenas se o seu gato for tranquilo o suficiente para isso, não force…

Gatos de pêlo longo precisam de banhos ocasionais, intervalos de 15 dias a 1mês entre banhos de preferência em um pet shop de confiança. Se for possível peça por uma tosa higiênica também, assim as partes íntimas vão ficar tosadas, sem pêlos embolados e sempre limpinhas.

E depois do banho, por favor, nos dê um agrado!!

Reação da vacina

Hoje escrevendo no blog, eu: Spoleta!

gato

Devíamos saber que alguma coisa ia acontecer quando tinha gente acordado às 8h da manhã em época de férias avisando que hoje era dia.

Ela nem tomou café da manhã, se arrumou rápido e de repente me vi na caixa de transporte, com a Glória do lado de coleira dentro do carro… 

gato

Glorinha tentou avisar desesperadamente para ela que não estava pronta e precisava usar o banheirinho antes de sair, ela não ouviu e resolveu fazer xixi em cima dela.

Família já estava toda nervosa porque estávamos atrasados, ela subiu correndo e trocou de calça, enquanto eu tentava desesperadamente sair da caixa.

No caminho Glória se acalmou mais quando ficou com o banco da frente só para ela (gata exibida), se sentou e foi conversando com a família o caminho inteiro presa ao cinto de segurança, a humana ficou no banco de trás comigo.

gato

Assim que chegamos na clínica, eu fiquei no carro esperando vovó estacionar o carro, enquanto a gata exibida desceu do carro com a humana. 

No consultório a famosinha já foi tirando o vestido e se ambientando, achei interessante o ambiente de lá porque deixa os gatos se sentirem livres para observar tudo enquanto humanos conversam com a veterinária Flávia, mas estava muito assustado para seguir o exemplo da Glória e resolvi ficar na segurança da minha caixinha.

gato

gato

Ela fez o exame físico primeiro, tudo perfeito. Sem gengivite, orelhas limpas e saúde perfeita, depois tomou a vacina tranquilamente não sei como, e continou passeando no consultório como se nada tivesse acontecido, enquanto isso eu comecei a ser examinado.

gato

gato

Abriram minha boca, olharam minha orelhas, colocaram uma coisa fria no mieu peito e ouviram mieu coração, apertaram minha barriga e eu não sabia para onde correr. Resultado, comigo também está tudo bem, apesar de uma leve gengivite. Fui espetado com a vacina e tudo acabou.

Fora do consultório tinham algumas pessoas na fila de espera que fizeram gracinha para a modelete exibida enquanto os humanos marcava a vacina dos próximos. 

Não sei que dia, mas pelo que entendi, ainda essa semana.

Depois que voltamos eu e Glória durmimos o dia inteiro. Por sorte não tive nenhuma reação grande a vacina.

Já da Glorinha não posso falar o mesmo, inclusive por isso estou escrevendo hoje, ela pediu porque não está disposta…

gato

Ela está se sentindo meio mole e a humana está preocupada com uma possível febre como reação da vacina.

A veterinária comentou que como ela é pequenininha, acaba sendo mais propensa a esse tipo de reação, ano passado teve febre e chegou a ter que tomar remédio contra isso.

Bom é isso, tchau gente, foi ótimo brincar de gato blogueiro!!

Mundo dos Gatos

CLSW 303 Bloco C loja 33/35
Ed. Le Parc Subsolo – Sudoeste
Brasília – DF

Dia de peso

Sim amigos hoje foi dia…

Acordo da minha soneca da tarde e me deparo com uma leve agitação pela casa.

“Graça me ajuda aqui com a turminha.” – minha miãe fala

Turma? Mas o que será que vai acontecer no mieu quarto??

Apenas me sento preguiçosamente e observo minha mãe pegar nossas carteirinhas de vacinação.

Depois ela sobe em uma balança e se pesa: “Oi?? Não entendi nada.” 👀

Graça chega e entrega mieu irmião Sarcozy para ela, e depois ela sobe de novo na balança.

Ela escreve algo na carteira de vacinação dele, e de repente entendo tudo. Hoje é dia de pesagem, sei que isso não é chato então observo e aguardo minha vez.

Um por um vai sendo pego e entregue a minha miãe pela babá Graça, todos os pesos anotados com data ao lado no verso da nossa carteirinha de vacinação.

Minha família gosta de fazer isso, acompanhar o nosso peso, sinceramente acho muito importante para a nossa saúde. Saber quais de nós perderam peso, quais ganharam e quais manteram.

Hoje alguns como o Spoleta surpreenderam a mamãe, cerca de um ano atrás ele pesava 4,3Kg, hoje ele está com 5,2Kg.

gato

Spoleta

Miguel, nosso amigo velhinho de 16 anos perdeu peso, de 3,6 para 3,3Kg. Diante da idade avançada não temos muito o que se preocupar com apenas algumas gramas a menos.

gato

Miguel

Yuri perdeu também cerca de 200gramas, mas diante do problema de deslocamento da mandíbula que ele teve ano passado sentimos que ele está se recuperando muito bem!!

gato

Yuri

Baguera, Shay e Teobaldo continuam sendo os gordos da família!! 

Radija continua magrinha no seu estilo mignon.

gato

Radija

Curiosos para saber como eu estou?? Linda e fofa como sempre, engordei apenas 100gramas. Sou 3,3Kg de pura fofura. 

gato

Ahhh fiquei sabendo que amanhã é dia de vacina para alguns… Não se preocupem que volto para contar tudo aqui!!

Como eu cresci

filhotes

Hoje mamãe estava me contando sobre a minha vidinha, quando eu apareci em casa com apenas 3 dias de vida e ela ficou super feliz em poder cuidar de mim desde a infância, e poder fazer parte da minha educação junto com minha miãe felina adotiva Jade. O melhor de tudo isso foi que ela disse que pôde acompanhar todo meu desenvolvimento, observar de perto quando abri os olhos, mieus primeiros passos, o desmame, troca de dentes, até as primeiras brigas com os irmiãos.

Fiquei pensando nisso, como será ter me observado crescer? Como deve ser lindo observar tudo de pertinho e ao mesmo tempo tão frustante ver tudo passar tão rápido.

Bom chega de papo, pensando nisso, hoje eu resolvi colocar aqui para vocês uma tabelinha que mostra biologicamente com que idade se passa cada fase do desenvolvimento felino.

7 a 20 dias – Meus olhos abrem, orelhas levantam.

15 – 21 dias – Hora de engatinhar e cambalear pela casa.

21 – 25 dias – Os primeiros passos.

3 semanas – Na natureza mães que saem ao ar livre começam a trazer presas para os filhotes, não precisei passar por isso. 

3 – 4 semanas – Inicia o desmame e é hora de aprender a usar a caixinha de areia, aprendi rápido.

4 – 5 semanas – Aprendi a tomar banho por conta própria, brinco cada dia mais e começo a correr.

1,5 a 2 meses – Já se pode observar as práticas das técnicas de caça, aprendi com facilidade e rápido por ter tido minha miãe felina por perto.

2 meses – Totalmente desmamada, todos os mieus dentes de leite já nasceram. Apesar de ser ainda um filhote, já posso ser separado da mamãe.

3 meses – Mieus olhos adquirem a cor permanente, um lindo tom amarelo esverdeado se formou.

3 a 4,5 meses – Dentes permanentes começaram a nascer.

6 meses – Agora sou adolescente e estou completamente independente da mãe felina.

1 ano – Já sou uma jovem adulta, disfarçada aos olhos dos humanos de criança peluda.

Lipidose Hepática

Hoje vamos conversar sobre a lipidose, uma doença cada vez mais comum em nós felinos.

Minha miãe Jade inclusive já teve essa doença, por isso mieus humanos estão sempre de olho nela.

FullSizeRender (1)

O que é?

Clinicamente falando, a lipidose hepática é uma infiltração de gordura nas células do fígado. Em casos graves, pode levar até a morte.

Essa doença é gerada por uma cascata de fatores. É a doença do fígado mais comum entre os felinos, afetando com mais frequência os obesos.

Causas

O gatilho inicial da doença acontece quando o gato para de comer.

Esses grandes períodos de anorexia podem ser comportamentais, causados por stress de mudanças, perda de um membro da família, novo membro na família. 

Com a Jade sabemos que o gatilho inicial foi uma viagem de família, mieus humanos viajaram durante 20 dias nos deixando com nossa babá Marilene. 

Jade não soube lidar com o fato de estar mais tempo longe dos humanos e simplesmente parou de comer, quando eles voltaram ela estava magra e com todos os sintomas da lipidose.

Em alguns casos a doença também aparece como sintoma de uma outra doença secundária, como por exemplo: doença intestinal inflamatória, pancreatite, diabetes, etc.

Sintomas

  • Anorexia
  • Vômito
  • Salivação
  • Mucosas amareladas (icterícia)

Diagnóstico

É feito através dos sintomas, identificação de doença primária, exames de sangue, avaliação das enzimas do fígado, ultrassom e citologia ou biópsia do fígado.

Tratamento

Reintrodução alimentar gradativa. Em casos graves é necessária a alimentação a força com seringas ou até sondas.

Caso tenha alguma doença primária, é importante trata-la também.

No caso da Jade, não era grave. Apenas com muito carinho e paciência mieus humanos conseguiram estimulá-la a comer sozinha novamente e ela voltou ao peso ideal.

Prevenção

É muito importante observar se seu gato está se alimentando corretamente, principalmente quando ocorre alguma mudança no seu ambiente ou estilo de vida, que causem stress. Se seu gato parar de comer por muitos dias, fale logo com seu veterinário.

Como saber se o gato está sentindo dor

A dor é um assunto complicado porque nós gatos não falamos, como os humanos vão saber que estamos sentindo dor??

Hoje vou contar alguns segredos sobre esse assunto para vocês: 

Reprodução: retalhos-e-rabiscos.tumblr.com

Reprodução: retalhos-e-rabiscos.tumblr.com

> Os humanos acham que somos resistentes e acreditam em toda essa história de 7 vidas, isso não existe amigos! Pelo contrário, somos sensíveis e frágeis.

> Por natureza, nós reprimimos a nossa dor ao máximo. Isso acontece porque por toda nossa existência tivemos predadores maiores, e não podemos deixar que notem nossa fraqueza. 

> A dor nos gatos só começa a ser demonstrada quando atinge um nível “moderado a grave”. Dores de nível leve são reprimidas, não mudam o nosso comportamento e por isso não conseguem ser notadas!

Os primeiros sinais clínicos da dor são:

  • Inapetência ou Anorexia: o mais clássico e um dos primeiros sintomas da dor. É quando começamos a evitar a ingestão do alimento.
  • Isolamento: o momento que o gato costuma se esconder e evitar o convívio social. 
  • Agressividade: em alguns casos os gatos se tornam arredios e costumam morder, arranhar apenas com a menção de serem pegos pelo dono.
  • Comportamento: a vocalização dos miados muda, olhos ficam entreabertos e os movimentos mais lentos.
  • Prostração: esse sinal ocorre em dores severas, é quando não conseguem mais manter o corpo em pé.

É importante que nossos humanos conheçam bem nosso comportamento e nos observe diariamente. 

Se notarem alguma mudança, não hesite em nos levar a uma consulta médica. O diagnóstico deve ser feito o mais rápido possível para que tenhamos um bom prognóstico.

É isso amigos, lambeijos da Glória e até a próxima!!!